Bem vindo ao site do STRUP

AOS TRABALHARDES DO METROPOLITANO DE LISBOA

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

AOS TRABALHADORES DO ML

O STRUP sempre defendeu que só pela luta organizada dos Trabalhadores se alcançam grandes vitórias, foi assim que evitámos a privatização, foi assim que já vimos repostos muitos dos nossos direitos, e será desse modo que continuaremos até que sejam efectivadas as progressões nas carreiras, a contratação dos efectivos necessários em todas as áreas, de forma a retomarmos as condições de trabalho que nos roubaram e o serviço público de qualidade que habituámos os utentes a usufruir.
Contudo, existe também a luta jurídica, aquela que muitas vezes pelo tempo de demora, muitos acabamos por nos esquecer, mas aquela que também muitas vezes enferma pela submissão a alguns dos poderes instituídos.

scroll back to top
Actualizado em Quarta, 27 Setembro 2017 12:44 Continuar...
 

CARRIS, CARRISBUS, CARRISTUR

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

aos trabalhadores da Carris, CarrisBus e CarrisTur

SOBRE A CARRIS

Decorreu no passado dia 21 de setembro mais uma reunião tendo em vista a continuação da revisão do A.E, estando presentes todas as ORT´s da Carris e C.A.
Nesta Reunião e das cláusulas analisadas parece-nos importante realçar as propostas apresentadas pela FECTRANS, no que diz respeito a horários de trabalho e na sequência do que tem sido aplicado a todas as empresas em que a gestão é da responsabilidade da CML, a diminuição para as 35h de trabalho mesmo com a possibilidade de estas serem apenas atingidas ao fim de 4 anos com uma diminuição de 1h por ano.

LER COMUNICADO COMPLETO

scroll back to top
Actualizado em Quarta, 27 Setembro 2017 12:11
 

AOS TRABALHADORES DO SECTOR PRIVADO DE PASSAGEIROS

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

SECTOR PRIVADO DE PASSAGEIROS

O QUE SE DIZ, O QUE SE FAZ E O QUE ACONTECE

Foi em dezembro de 2015 que foi publicado o Contrato Coletivo de Trabalho para os trabalhadores do setor Privado de Passageiros.

Foi negociado pela FECTRANS e assinado pelo STRUP. Envolto numa enorme contra informação daqueles que, muito criticaram, mas que até hoje nada fizeram. foi necessário aguardar que o tempo e a consolidação deste contrato viessem por si só, a demonstrar quem tinha razão.

O STRUP não teve dúvidas em 2015, e em 2017 continua a afirmar que o seu trabalho veio trazer aos trabalhadores mais e melhores condições de trabalho e, estas melhorias não se verificaram apenas na matéria pecuniária…

COMUNICADO COMPLETO

scroll back to top
Actualizado em Quinta, 03 Agosto 2017 14:11
 

AOS TRABALHADORES DA EVA TRANSPORTES

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

Aos trabalhadores da EVA Transportes SA.

O STRUP/FECTRANS, desde o início do corrente ano, manteve regularmente reuniões com a administração da EVA, com o intuito de não deixar caducar o Acordo de Empresa existente na EVA Transportes. O facto de poderem vir a existir duas convenções coletivas na mesma empresa, permite degradar as condições de trabalho para os trabalhadores onde se aplicaria o Acordo de Empresa, deste modo, o STRUP/FECTRANS apresentou várias propostas que permitissem a manutenção das condições de trabalho para os trabalhadores, admitidos e a admitir até 31 de dezembro de 2017, o que não foi aceite pela administração da EVA.

No dia 28 de Julho do corrente ano, realizou-se a derradeira reunião onde não foi possível um acordo, assim, a administração da empresa resolveu efectuar o aumento do salário base em 1%, com produção de efeitos a 1 de janeiro de 2017.

scroll back to top
Actualizado em Quinta, 03 Agosto 2017 14:00 Continuar...
 

AOS TRABALHADORES DA EVA TRANSPORTES

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

AOS TRABALHADORES DA EVA TRANSPORTES

MUITO PROCESSO PARA NUNHUNS RESULTADOS

Desde o inicio de 2017 que as comissões negociadoras da EVA e da FECTRANS, negoceiam a revisão do Acorde de Empresa (AE).

Tal como informámos os trabalhadores, nos plenários entretanto realizados, a proposta da empresa, consubstanciava a migração dos trabalhadores abrangidos pelo AE para o CCTV do setor privado de passageiros.

Desde o inicio do processo, a FECTRANS aceitou negociar nesta base, desde que, os direitos garantias e capacidade de ganho dos atuais trabalhadores ficassem devidamente salvaguardados.

Após várias propostas de ambas as partes, no passado dia 12 de julho, a EVA apresentou uma proposta que veio a considearar como proposta limite para encerrar com acordo o presente processo.

Acontece, porém, que a diferença entre a ultima posição da empresa e a proposta apresentada pela FECTRANS, é muito significativa e nestes termos torna-se inviável qualquer hipótese de acordo.

scroll back to top
Actualizado em Terça, 25 Julho 2017 21:05 Continuar...
 

AOS TRABALHADORES DA REDM

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

1ª REUNIÃO

A administração da REDM, a comissão sindical negociadora e os serviços da Direção Geral das Relações Coletivas de Trabalho, reuniram no Porto no passado dia 20 de julho de 2017.

Continua a ser pretensão da REDM, não obstante a aplicação da atual clausula 76ª do CCTV/ANTROP, criar condições para a aplicação integral deste instrumento de regulamentação coletiva de trabalho, a todos os trabalhadores.

Neste pressuposto as partes irão retomar o processo de negociação com a realização de reuniões diretas no próximo dia 15 de setembro de 2017.

Entretanto e com efeitos a 1 de julho de 2017, será aplicada a todos os trabalhadores sem exceção, uma atualização salarial de 1%.

scroll back to top
Actualizado em Terça, 25 Julho 2017 21:02 Continuar...
 

TRABALHADORES DO METROPOLITANO DE LISBOA EM PLENÁRIO

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

metro

ML: Luta com resultados - suspensas greves

Perante a entrega de um pré-aviso de greve no Metropolitano de Lisboa, para os dias 1 e 3 de Agosto, a administração apressou-se a dar algumas das respostas que há muito tempo se exigiam e, perante isto, sem deixar de estar mobilizados para futuras lutas caso as outras respostas não cheguem, os trabalhadores, no plenário hoje realizado, decidiram não realizar a greve nos dias indicados.

Apesar de algumas respostas importantes, continua a haver um problema de fundo criado pelo governo, a falta de autorização de admissão dos trabalhadores necessários, na tracção, na manutenção e nas estações, que tem como consequência a degradação do serviço prestado aos utentes, o atraso na recuperação do material circulante, deficiente e/ou falta de atendimento nas estações.

Por isso, vamos continuar a intervir para a resolução dos problemas existentes e de cuja resolução resultará um serviço público de melhor qualidade.

scroll back to top
Actualizado em Terça, 25 Julho 2017 20:21
 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte > Final >>

Pág. 3 de 14
Faixa publicitária
Faixa publicitária

Autenticação


Faixa publicitária

Vamos ao Circo...

Faixa publicitária

Utilizadores on-line

Temos 39 visitantes em linha

DESTAQUES FECTRANS

Motoristas: Não ao aumento da idade de reforma
No próximo dia 10 de Novembro, às 10h, dirigentes e delegados sindicais do sector rodoviário concentram-se em frente ao Ministério do Trabalho, para a entrega de um documento onde dão continuidade à exigência da reposição do limite da idade para o exercício da actividade aos 65 anos, tal como existia antes da última alteração do Código da Estrada e com a possibilidade de reforma sem penalização.

DESTAQUES CGTP-IN

O aumento dos salários é um investimento com retorno garantido
os últimos dias muito se tem falado na actualização do Salário Mínimo Nacional (SMN). Uma realidade que marca a vida de 23% dos trabalhadores cujo rendimento líquido não chega aos 496€ mensais. Um salário próximo do valor do limiar da pobreza (439€) e longe do rendimento adequado (783€) que uma pessoa em idade activa deveria receber mensalmente.
600€ de SMN – Um dever do Governo – Um direito dos Trabalhadores!
No momento em que se aproxima a discussão do Salário Mínimo Nacional para 2018 é importante relevar que compete ao Governo, de acordo com a Constituição da República Portuguesa (artigo 59º, nº. 2) e com a Lei, estabelecer a actualização do SMN, depois de auscultar os parceiros sociais. Neste sentido e tendo presente a importância da actualização do SMN e dos salários em geral para melhorar as condições de vida dos trabalhadores e das suas famílias, bem como o desenvolvimento económico e social do país, a CGTP-IN apresenta 10 razões para que a efectivação dos 600€, em Janeiro de 2018, seja uma realidade:

..:: Protocolos STRUP ::..