Bem vindo ao site do STRUP

AOS TRABALHADORES DO METROPOLITANO DE LISBOA

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

Redobrar a atenção, acreditar em quem nos defende, intensificar a luta!
 
Como é do conhecimento de todos, decorreu na passada sexta-feira dia 6, um plenário geral de trabalhadores, no qual se analisou e discutiu a situação social na empresa, e onde se decidiu uma deslocação ao gabinete da directora da RHC, Dra. Margarida Loureiro, à qual transmitimos que junto do presidente do CA tentasse demonstrar, o sentimento dos trabalhadores, mostrando a necessidade de remarcação da reunião que sob a capa de falsos pretextos tinha sido desconvocada.
Quisemos acreditar, que pela primeira vez desde que tomaram posse, fosse dado um sinal em tempo útil, de vontade de sanar o conflito e repor a legalidade. Relembramos que a empresa tinha ficado de responder a problemas concretos já elencados e discutidos, na reunião de 19 de Fevereiro com a RHC.
Contudo, fomos obrigados a inferir, que embora esta fosse a vontade dos trabalhadores o mesmo não foi entendido por quem foi nomeado para administrar o ML, pois a resposta tardou, mas veio negativa sob o falso pretexto de que “não negoceiam com lutas marcadas”.
Uma vez mais reiteramos: o que está em questão não é passível de negociação; exigimos a reposição da legalidade no que respeita às faltas, nomeadamente na forma abusiva como têm sido classificadas; tolerâncias; férias; pagamento de tempo extraordinário e feriados; em suma exigimos o cumprimento do nosso AE e o respeito pelos trabalhadores, principalmente no que se reporta às condições de trabalho e ao respeito pela negociação colectiva.

scroll back to top
Actualizado em Quinta, 12 Março 2015 10:40 Continuar...
 

AOS TRABALHADORES DA CARRIS, CARRISBUS E CARRISTUR

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

carris.1carrisbuscarristur

MAIS UMA “PPP”? NÃO, OBRIGADO!!

A decisão do governo de lançar o concurso público para a subconcessão da Carris (e do Metro) representa o último passo no processo de destruição destas empresas, enquanto empresas de capitais públicos e no sentido da criação de mais uma PPP, para “encher os bolsos” a alguns e acentuar o roubo aos trabalhadores e a destruição da contratação colectiva. A seguir fica exclusivamente na mão do C.A. a transmissão do caderno de encargos, que obrigatoriamente tinha que dar conhecimento à CT, mas que a prática, com o que se passou no Porto, demonstrou que até isto foi ocultado.

Intimamente ligado a isto está a continuação do roubo no pagamento do trabalho extraordinário, como o STRUP sempre afirmou que iria acontecer, por isso, relembramos que está em execução um pré-aviso de greve a todo o trabalho extraordinário, até ao dia 31 de Março.

scroll back to top
Actualizado em Quinta, 12 Março 2015 10:27 Continuar...
 

DIA INTERNACIONAL DA MULHER

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

Tens a delicadeza das flores.
A atitude de guerreira
A força de ser mãe.
O carinho de ser esposa.
A reciprocidade de ser amiga.
A paixão de ser amante.
E o amor por ser mulher!

Feliz Dia da Mulher!

postal 1_page_1

postal 1_page_2

scroll back to top
Actualizado em Domingo, 08 Março 2015 11:03
 
<< Início < Anterior 11 12 13 14 Seguinte > Final >>

Pág. 14 de 14
Faixa publicitária
Faixa publicitária

Autenticação


Faixa publicitária

Vamos ao Circo...

Faixa publicitária

Utilizadores on-line

Temos 42 visitantes em linha

DESTAQUES FECTRANS

Motoristas: Não ao aumento da idade de reforma
No próximo dia 10 de Novembro, às 10h, dirigentes e delegados sindicais do sector rodoviário concentram-se em frente ao Ministério do Trabalho, para a entrega de um documento onde dão continuidade à exigência da reposição do limite da idade para o exercício da actividade aos 65 anos, tal como existia antes da última alteração do Código da Estrada e com a possibilidade de reforma sem penalização.

DESTAQUES CGTP-IN

O aumento dos salários é um investimento com retorno garantido
os últimos dias muito se tem falado na actualização do Salário Mínimo Nacional (SMN). Uma realidade que marca a vida de 23% dos trabalhadores cujo rendimento líquido não chega aos 496€ mensais. Um salário próximo do valor do limiar da pobreza (439€) e longe do rendimento adequado (783€) que uma pessoa em idade activa deveria receber mensalmente.
600€ de SMN – Um dever do Governo – Um direito dos Trabalhadores!
No momento em que se aproxima a discussão do Salário Mínimo Nacional para 2018 é importante relevar que compete ao Governo, de acordo com a Constituição da República Portuguesa (artigo 59º, nº. 2) e com a Lei, estabelecer a actualização do SMN, depois de auscultar os parceiros sociais. Neste sentido e tendo presente a importância da actualização do SMN e dos salários em geral para melhorar as condições de vida dos trabalhadores e das suas famílias, bem como o desenvolvimento económico e social do país, a CGTP-IN apresenta 10 razões para que a efectivação dos 600€, em Janeiro de 2018, seja uma realidade:

..:: Protocolos STRUP ::..