Entrada Informação e Propaganda Acções / Lutas / Greves AOS TRABALHARDES DO METROPOLITANO DE LISBOA

AOS TRABALHARDES DO METROPOLITANO DE LISBOA

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

AOS TRABALHADORES DO ML

O STRUP sempre defendeu que só pela luta organizada dos Trabalhadores se alcançam grandes vitórias, foi assim que evitámos a privatização, foi assim que já vimos repostos muitos dos nossos direitos, e será desse modo que continuaremos até que sejam efectivadas as progressões nas carreiras, a contratação dos efectivos necessários em todas as áreas, de forma a retomarmos as condições de trabalho que nos roubaram e o serviço público de qualidade que habituámos os utentes a usufruir.
Contudo, existe também a luta jurídica, aquela que muitas vezes pelo tempo de demora, muitos acabamos por nos esquecer, mas aquela que também muitas vezes enferma pela submissão a alguns dos poderes instituídos.

O STRUP no que respeita aos cortes salariais e aos atropelos ao nosso AE, colocou em tribunal nos diferentes anos da TROIKA nacional e internacional, vários processos, conta as sucessivas Leis dos OE e os seus impactos nos Trabalhadores do ML, sem qualquer êxito, lamentavelmente.
Vem agora o Tribunal da Relação de Lisboa, repor a justiça para o Ano de 2011 a todos os sócios do STRUP, decidindo que o AE tinha de ser cumprido, condenando o Metro a pagar, as diferenças do trabalho suplementar ou extraordinário onde se incluem os feriados e as diferenças de IHT, com juros de mora até à data da sua liquidação, sendo que esta sentença já não é passível de recurso.
Após termos recebido o Acórdão, o primeiro passo que demos foi o da auscultação da disponibilidade da empresa de cumprimento voluntário da decisão do Tribunal, obtivemos uma resposta negativa, com a indicação que só pagariam após mandarmos executar a mesma.
Estamos conscientes, que se trata de mais um entrave, de um processo mais moroso, mas as dificuldades nunca nos desmobilizaram, pelo que vamos avançar com a determinação que sempre nos caracterizou, apelamos aos nossos sócios para não “deixar cair os braços”, é preciso acreditar, nada nos é oferecido nem mesmo por decisão judicial.
Solicitamos a que todos nos entreguem o mais breve possível, cópias de todos os recibos referentes ao ano de 2011, pois obrigatoriamente passará a ser uma reclamação de créditos individuais.
Informamos, que os delegados e dirigentes do STRUP das diferentes áreas estarão ao vosso dispor para todos os esclarecimentos e apoio, para quem quiser consultar o acórdão este estará disponível na sede do STRUP, bem como na sala da CIM no PMO III.
O caminho faz-se caminhando, o STRUP tem estado sempre com os trabalhadores e assim continuará.

SINDICALIZA-TE NO STRUP, PORQUE UNIDOS SOMOS MAIS FORTES

scroll back to top
Actualizado em Quarta, 27 Setembro 2017 12:44  
Faixa publicitária
Faixa publicitária

Autenticação


Faixa publicitária

Vamos ao Circo...

Faixa publicitária

..:: Protocolos STRUP ::..