Imprimir

PLENÁRIO GERAL PARA TODOS OS TRABALHADORES DA CARRISTUR
- 3 JULHO (QUARTA-FEIRA) - 20 HORAS, SALA DE MOTORISTAS EM CABO RUIVO

Para discussão com todos os trabalhadores da CarrisTur, motoristas, administrativos e em funções comerciais e técnicas do estado do processo negocial para a criação de um Acordo de Empresa (AE), a FECTRANS vai realizar no próximo dia 3 julho, quarta-feira, às 20 h, na sala de motoristas em Cabo Ruivo,um PLENÁRIO GERAL. Este plenário é para todos os trabalhadores disponíveis pelo que apelamos à presença de todos.
CONCLUSÃO DO PROCESSO NEGOCIAL/2019 DO CCTV DOS PRIVADOS DE PASSAGEIROS
Na reunião de negociação do AE /CarrisTur/2019, realizada no dia 24 junho, a administração, transmitiu que irá proceder ao pagamento dos valores resultantes da conclusão do processo negocial do CCTV do setor privado de passageiros, para proceder a este processamento.

Relembramos que este CCTV, assinado entre o STRUP e a ANTROP, será o instrumento de regulamentação coletiva que na CarrisTur, só deixará de ter aplicação se e quando, se concluir o processo negocial para a criação de um AE.
As alterações que no âmbito da CarrisTur ocorrerão, para os motoristas e guarda-freios, após a publicação do CCTV serão:
Tabela salarial – passará para 675,00 € com efeitos a 1 de fevereiro de 2019 e para 700,00 € em janeiro de 2020;
As diuturnidades passam a ter um valor unitário de 14,50 € e serão integradas numa tabela salarial, com 7 níveis, correspondendo o nível 1 a zero diuturnidades e o nível 7, a 6 diuturnidades).
O agente único passará a ser de 20%, dado que 5% serão integrados na tabela salarial. Estes 5% são contabilizados para efeitos do valor/hora normal, as horas trabalhadas em trabalho extraordinário, em regime de agente-único passam a ser pagas com o acréscimo de 20%.
O dia de aniversário passará a ser considerado como falta justificada e abonada.

NEGOCIAÇÃO DO AE/CARRISTUR

No que ao AE diz respeito, e uma vez que a continuação da discussão da tabela salarial, ficou para fase posterior, deu-se continuidade à discussão do clausulado geral. Nesta discussão um dos assuntos que merece uma atenção especial, é a matéria da “transferência do local de trabalho”, dado que a administração pretende manter a possibilidade desta transferência ocorrer sem o acordo do trabalhador, nos termos consagrados no Código do trabalho.
DIA 10 DE JULHO TODOS NA RUA CONTRA AS ALTERAÇÕES AO CÓDIGO DE TRABALHO
Aproveitamos para alertar os trabalhadores, para as alterações ao Código de Trabalho que estão em discussão na AR, que pretendem agravar as situações de precariedade, entre outras passando o período de experiência de 90 para 180 dias, o fim da obrigação do pagamento das 35 horas anuais para a formação profissional, que não for dada num período de 3 anos, a maior permissividade no que respeita ao estabelecimento de contratos de trabalho de muito pouca duração.
Estas alterações surgem em resultado do acordo firmado na Concertação Social, entre governo, patrões e UGT e pretendem no essencial, em vez de retirarem do Código do Trabalho, normas como a da caducidade das convenções e reporem o princípio do tratamento mais favorável, como a CGTP-IN sempre defendeu, vão no sentido contrário.
Apelamos a que também os trabalhadores da CarrisTur, disponíveis, no próximo dia 10 de Julho, se possam juntar aos muitos milhares de trabalhadores que de todo o País, se juntarão inicialmente na Praça da Figueira em Lisboa, pelas 14.30 h para se dirigirem depois para a Assembleia da República, onde de forma inequívoca possam expressar a sua profunda rejeição por este agravamento das condições de trabalho.
A UNIDADE DE TODOS OS TRABALHADORES DA CARRISTUR É DETERMINANTE PARA A MELHORIA DAS SUAS

CONDIÇÕES DE TRABALHO!

DÁ MAIS FORÇA A TI PRÓPRIO, SINDICALIZA-TE NO STRUP!

1/07/2019 www.fectrans.pt SNS/ FECTRANS

powered by social2s