AOS TRABALHADORES DA TST

Decorreu hoje dia 17 de setembro de 2020 uma reunião com o administrador da TST,  que visava saber a situação laboral da empresa, mediante os cenários que se avizinham relativos ao possível resultado do concurso internacional para a aquisição do serviço publico de transporte rodoviário de passageiros na AML, mais concretamente a adjudicação do lote 3 á TST, assim como dar continuidade ao processo de negociação da proposta conjunta apresentada pelas organizações sindicais e respectivo Caderno Reivindicativo.

Nesse sentido foram colocadas um conjuntos de questões que foram respondidas pela TST e que carecem de ser transmitidas aos trabalhadores no sentido de os esclarecer, tirar dúvidas e informações que circulam, de forma clara, para que não existam erradas interpretações.

Todos reconhecemos o momento que o país atravessa e especialmente o setor dos transportes com a incerteza que assola trabalhadores e empresas, mas, cujas dificuldades daí resultantes têm claramente, sido mais sentidas pelos trabalhadores. É chegado o momento de, após a colocação da TST numa situação privilegiada para “ganhar” o lote 3, e que o mesmo agregará todos os trabalhadores existentes, pressupôs-se que estejam criadas as condições para melhorar as condições de trabalho e remuneratórias dos trabalhadores. ESSA FOI A PROMESSA VINCULADA PELA TST

PLENÁRIO GERAL AO ABRIGO DA LEI SINDICAL

Nesse sentido, as organizações sindicais, convocaram um plenário geral para o dia 22 de setembro, nos mesmos moldes do último plenário realizado, para as 10 horas, na sede da empresa.

Para a deslocação dos trabalhadores de Setúbal, Montijo e Sesimbra, serão disponibilizados autocarros, que partirão dos locais e horas habituais.

PARTICIPA

Laranjeiro, 17 de setembro de 2020

powered by social2s