AOS TRABALHADORES DA TST

 ALGUNS ESCLARECIMENTOS PARA EVITAR MAL ENTENDIDOS

  1. O facto de o presente processo de negociações com a TST, estar a decorrer em mesa negocial conjunta, com todos os sindicatos e, alguma informação prestada ser efectuada em comunicado conjunto, tal não obsta a que cada uma das organizações sindicais se dirija de forma autónoma aos trabalhadores do modo que considerar mais eficaz;
  2. O STRUP, sempre entendeu, porque faz parte da sua natureza, prestar informação aos trabalhadores, dando-lhes conhecimento da evolução dos acontecimentos que vão ocorrendo à mesa de negociações;
  3. Importa sublinhar que o resultado final de um processo de negociação decorre sempre de um conjunto de alterações que se vão observando ao longo do mesmo, isto determina que a informação que hoje é prestada, não é, nem deve ser considerada a definitiva.
  4. Mas, como já referimos, tal não pode ser impeditivo, e para o STRUP não o é, de manter os trabalhadores informados da evolução do seu processo de negociações.   

NEGOCIAÇÕES TST – PONTO DE SITUAÇÃO

Como havíamos informado os trabalhadores quer através do ultimo comunicado conjunto, quer através dos contactos entretanto efectuados, realizou-se no dia 2 de fevereiro, por videoconferência, mais uma reunião de negociações.

Relativamente aos salários, sem prejuízo do resultado final do processo de negociação em curso, a administração da empresa, mantem o propósito, por pressão dos sindicatos, de paralelamente ao processo de negociação efectuar uma actualização no salário. Para o efeito mantém o aumento de 7,00 euros na tabela e apresentou um novo valor para o subsidio de refeição (actualamente 5,99 €) acrescenta 25 centimos o que significa que passa para 6,24 €. Nivela por valor igual, a primeira e segunda penalizações.

Naturalmente que os sindicatos não recusam as referidas actualizações mas consideram as mesmas insuficientes. A empresa aplicará estes valores por acto de gestão, com produção de efeitos a Janeiro deste ano que serão processados com os respectivos retroactivos no final de Março.

Quanto à negociação mais geral, a empresa seleccionou um conjunto de matérias que considera fundamentais e ficou de apresentar proposta aos sindicatos no prazo de duas semanas. A saber as matérias são:

- Liquidação dos créditos vencidos dos trabalhadores. A empresa vai, durante a próxima semana, apresentar aos sindicatos uma proposta de protocolo, com o qual pretende estabelecer uma solução para liquidar os créditos vencidos pelos trabalhadores, evitando desta forma o recurso aos tribunais;

- Organização dos tempos de trabalho. A empresa pretende, segundo o seu entendimento criar tipos de organização dos tempos de trabalho que permitam por um lado maximizar o tempo útil de trabalho e, por outro, melhorar as condições salariais dos trabalhadores. Para o efeito comprometeu-se a enviar aos sindicatos dois exercícios contendo dois modelos com as novas formas

- Regime de Agente Único. Mantem-se o propósito de integrar o subsidio de Agente único na tabela salarial. Os sindicatos não discordam do principio mas entendem que a prática actualmente utilizada pela empresa tem de ser corrigida, tal como foi corrigida para o sector privado de passageiros.

- Sistema de folgas rotativas. A concretização deste compromisso já havia sido garantido na anterior presidência, da actual administração, que inclusivamente tinha estabelecido um prazo para a sua implementação. Entendemos que a pandemia possa ter atrasado tal objectivo e que alguns desequilíbrios entre o numero de trabalhadores com folgas fixas e trabalhadores com folgas rotativas tenha dificultado a sua implementação mas esperamos que o presente processo possa finalmente solucionar esta situação, dando assim resposta a uma das reivindicações dos trabalhadores.

PRÓXIMA REUNIÃO

Face à solicitação do tempo pedido pela empresa para apresentação das suas propostas e considerando a possibilidade de substituir as reuniões por videoconferência por reuniões presenciais, a próxima reunião ficou agendada para o dia 25 de fevereiro.

Entretanto os sindicatos continuarão a deslocar-se aos locais de trabalho para informações mais detalhadas e esclarecimentos de duvidas que possam surgir. Continuamos a chamar a atenção dos trabalhadores que a informação válida sobre o seu processo é a que é transmitida pelos sindicatos e, para o efeito o STRUP continuará a desenvolver todos os esforços para que tal seja garantido.  

Laranjeiro, 3 de fevereiro de 2021

powered by social2s