PARCEIROS/MOTORISTAS dos TVDE,

Nestes meses mais recentes têm vindo a ser desenvolvidas várias diligências em defesa do TVDE, através de reuniões com entidades de competências fiscalizadoras, de gestão e de regulação  do sector. Contudo, até ao momento, não foram tomadas medidas que resolvam os problemas constantes do nosso caderno reivindicativo. Como profissionais do TVDE continuamos a presenciar, todos os dias, a violação por parte das plataformas electrónicas (Uber, Bolt e Freenow) da lei 45/2018 que nos rege, perante a inoperância das ditas entidades fiscalizadoras.

Perante esta situação de ausência de medidas tomadas por parte das respectivas entidades competentes, o STRUP voltou a reforçar junto das mesmas, a necessidade de se efectuar um balanço ao trabalho desenvolvido o que, infelizmente não tem tido resposta.

Constatando o cenário acima descrito, vimos convocar todos os profissionais do sector TVDE a estarem presentes na semana de luta em defesa da dignidade desta profissão, a acontecer no final de Fevereiro. Assim, propomos realizar o seguinte:

22 de Fevereiro, Segunda-feira, às 15h: plenário de motoristas, para um debate mais alargado e auscultação das diversas opiniões que os profissionais do sector entendam pertinentes para melhorar o nosso trabalho. Este plenário, à semelhança do anterior, será realizado por videoconferência com uma participação física de 10 elementos.

25 de Fevereiro, Quinta-feira, das 10h às 12h: vigília em frente ao Ministério do Ambiente, que é quem tutela a nossa actividade, e que se encontra em falta com a marcação de uma reunião com o ministro, cujo compromisso foi assumido pelos assessores que anteriormente receberam o STRUP. Em simultâneo com a vigília, convocamos um buzinão, convidando os motoristas a passarem em frente ao Ministério, na Rua do Século, e a demonstrarem o seu descontentamento.

25 de Fevereiro, Quinta-feira, 14h, Cais do Sodré: Concentração de todos os profissionais do TVDE junto aos restantes trabalhadores, no Cais do Sodré, para mostrar o nosso legítimo desejo de melhor condições laborais e salários dignos.

Lisboa, 13 de fevereiro de 2021

powered by social2s