Imprimir

GREVE NA SCOTTURB

Os trabalhadores da SCOTTURB reunidos em plenário, ontem ao final do dia, em frente às instalações da empresa, aprovaram uma resolução, em que consta a marcação de um dia de greve para o próximo dia 24 de Maio, com duração de 24 horas.

Como principais reivindicações estão:

  1. A exigência de pagamento de créditos vencidos a todos os trabalhadores, sem qualquer discriminação entre sindicalizados ou não sindicalizados, ou em função da sua opção sindical.
  2. A valorização dos salários que a gerência recusa negociar;
  3. O esclarecimento relativamente ao futuro da empresa no Concelho de Cascais a partir de dia 25 de Maio e o que acontecerá dos trabalhadores que asseguram a operação neste concelho.

Esta empresa do sector rodoviário privado de passageiros, que opera nos concelhos de Oeiras, Sintra e Cascais, embora neste concelho, de acordo com a informação da Câmara, a actividade da empresa cesse ao final do dia 24 de Maio, passando no dia a seguir para uma outra empresa, nos termos do concurso público municipal, que a SCOTTURB contestou em tribunal e que de acordo com a informação que divulgou, terá ganho o processo, mas até ao momento não informou os trabalhadores qual a situação a partir de 25 de Maio.

Os trabalhadores também contestam as práticas discriminatórias da gerência no que se refere ao pagamento de créditos vencidos em função da opção sindical de cada trabalhador, enquanto o STRUP/FECTRANS exige que os mesmo são devidos a todos os trabalhadores, sejam ou não sindicalizado

powered by social2s