Imprimir

AOS TRABALHADORES DA TST

Ontem dia 3 de abril de 2020, foi realizada uma reunião com a administração da empresa por videoconferência para fazer o ponto de situação neste momento particularmente conturbado. Do debate entre sindicatos e empresa pode-se concluir o seguinte:

  1. A empresa vai entrar em Ly-off, dispensando 60% dos trabalhadores, procurando garantir assim, 40% da do funcionamento.
  2. Os trabalhadores que ficarem abrangidos pela Lay-off, poderão ser chamados a qualquer momento para substituir outros trabalhadores por diversos motivos.
  3. Durante o Lay-off os trabalhadores deverão receber 66% da média da sua remuneração liquida nos últimos 12 meses.
  4. Quanto aos 63 trabalhadores em regime experimental e dos quais 11 foram já notificados de que não renovarão com a empresa, serão feitos todos os esforços para os manter na empresa, incluindo os que foram notificados.
  5. Quanto à forma inadequada de classificar na escala de serviço as ausências forçadas dos trabalhadores como falta, vai ser de imediato corrigida.
  6. Ficou nova reunião marcada para a próxima terça-feira, na qual será analisada os apoios, entretanto disponibilizados às empresas e quais os reflexos que deverão ter nas condições de trabalho dos trabalhadores da TST.
powered by social2s