Questões pertinentes dos motoristas de táxi tendo em conta a situação da actualidade e o impacto socioeconómico que o Covid-19 gerou no país.

Os motoristas de táxi são dos trabalhadores que mais têm sofrido com este impacto, tendo em conta a falta de trabalho existente no mercado. Muito deles com vínculos precários, tais como:

  • Trabalho à percentagem;
  • Trabalho à diária;
  • Trabalho a recibos verdes, tendo que se colectar;
  • Outros, com contractos de trabalho.

No entanto todos eles têm algo em comum: Como será daqui para a frente a sua situação laboral?

Deveriam lutar pela regulação da sua situação laboral, lutar por um contrato colectivo de trabalho que regulasse o sector, deixando de ser coniventes com as práticas de trabalho à percentagem, diária, recibos verdes, que os acabam por “escravizar”, fazendo que passem um grande número de horas ao volante, sem direito a descansos, férias ou  subsídios de férias e natal, com prejuízo, entre outras, para as situações de doença ou reforma.

Deste modo, pretendemos dar resposta às questões mais pertinentes que os mesmos fazem:

LER INFORMAÇÃO COMPLETA

 

 

powered by social2s